Follow falcon_dark on Twitter
Google

sexta-feira, outubro 14, 2005

Quem erra também acerta

Eu costumo criticar o Dvorak porque acho que às vezes ele é superficial demais e por isso acaba fazendo alguns textos cuja utilidade real é questionável. Mas dessa vez vou dar a mão à palmatória pra ele. Em um artigo para a estadounidense PC Magazine ele fala sobre como o fato do Windows ser inseguro pode render rios de dinheiro à Microsoft. O artigo está em inglês.

Basicamente é algo que eu e meus amigos aqui do blog já haviamos discutido antes. O argumento é de que a Microsoft não tem interesse em desenvolver um sistema realmente seguro porque o software de segurança é uma mina de ouro. Se de uma hora pra outra o Windows tornar-se resistente à virus, vermes, cavalos de tróia e ataques gerais, enfim tornar-se um sistema mais seguro e confiável, o que McAfee, Symantec, Intel (que adquiriru o AVG) vão vender para seus clientes?

Mas Dvorak dessa vez acerta na mosca ao ir além e dizer que o olho grande da MS cresceu para esse mercado e que seus updates pagos e anti-spyware e anti-virus serão nada mais que uma nova fonte de renda para a gigante de Redmond. Enfim existem grandes empresas que beneficiam-se financeiramente do Windows ser um sistema inseguro e agora a MS também quer sua parte do bolo.

O texto fica bom quando Dvorak começa a questionar-se porque então a MS, em lugar de ficar alardeando o quão segura a próxima versão do Windows (Vista) será, não assume de uma vez que o sistema é frágil e que o registro é uma caixa de pandora e abaixa o preço do sistema operacional para assumir que sua maior renda virá mesmo da segurança extra que o sistema precisa.

Ele inclusive ajuda o pessoal do marketing da MS a bolar nomes e preços para as versões:

Vista – Não inicia Edition… $29.95
Vista – Pré-carregado com Vírus e Spyware Edition… $39.95
Vista – Limpo, mas use à seu próprio risco Edition… $49.95
Vista – Limpo com Firewall e atualizações semanais Edition… $200

E que tal esta: Vista - Funcional Edition...

Para completar a brincadeira Dvorak diz que vender o sistema com falhas para depois ganhar dinheiro vendendo "proteção" parece coisa de máfia, e pergunta-se se Frank Nitti é o atual CEO da Microsoft. É muito engraçado.

Mas eu lembrei de uma coisa com esse papo de máfia. Por acaso o ex-presidente do ITI, Sérgio Amadeu, já não havia dito que a política de vendas da Microsoft era muito semelhante à dos traficantes de drogas?

É... pelo jeito o crime organizado está fazendo escola lá pelos lados de Redmond.


Follow falcon_dark on Twitter
Google
Comments:
Falcon_Dark escreveu:
É... pelo jeito o crime organizado está fazendo escola lá pelos lados de Redmond.

Cara nessa frase se disse tudo

MS= Mafia
MS= Traficantes de Drogas pesadas (entenderam essa ms, drogas pesadas hehehe)
 
Excelente post... Concordo com cada palavra.

Venho acompanhando seu blog há algum tempo, agora resolvi comentar... =)

Acho que a Microsoft não está envolvida com o crime organizado, mas com o crime desorganizado... Ou essa demora pra lançar o Vista é organização? Hehehe...

Falou!
 
Hehehe

É por isso que já compararam o Bill Games ao Dick Vigarista hahahaha

Mas falando sério, eu acho que para uma empresa do tamanho da Microsoft tudo resume-se a uma coisa: estratégia. Até os atrasos nos lançamentos, porque gera uma expectativa anormal no mercado, assim quando o produto finalmente chega às lojas todo mundo vai correndo comprar. Coisas de mercado monopolista, como o setor corporativo dificilmente adota um produto logo que ele é lançado a MS perde pouco prestígio ao atrasar os lançamentos, mas o frenesi causado no mercado doméstico pela ânsia dos usuários em colocar as mãos em um produto "novo" ajuda muito o marketing da Microsoft. Fazer o quê?

Obrigado pela visita e pelos comentários, pessoal.
 
é ... enquanto isso o pessoal do Ubuntu distribuí quantos CDs você pedir de um dos S.Os mais seguros do mercado e estranho que agente consegue ganhar dinheiro com o nosso querido pingüim ... heheheh

Gostei ! acho que vou instalar aqui a versão Vista – Limpo, mas use à seu próprio risco Edition… $49.95

Gosto de correr riscos ! :P

Eu lembro desta frase do meu xará e como não é só um que diz isso acho que começo a ter certeza disso , além do mais não é a Microsoft que é a proprietária do Windows e do Office os Softwares mais pirateados do mundo ? e não é a Microsoft que faz vista grossa ? isso é oque ? :P

De todo o coração espero que o pessoal de lá sempre fique com o pensamento de não fazer uma coisa realmente segura , por que se um dia o Windows chegar no patamar do Linux ...

FALOW !
 
De todo o coração espero que o pessoal de lá sempre fique com o pensamento de não fazer uma coisa realmente segura , por que se um dia o Windows chegar no patamar do Linux ...

Que nada... Eles que tentem fazer um sistema perfeito. Assim pelo menos os usuários leigos serão felizes, aqueles pobres coitados que ainda não conheceram um sistema decente. Além disso, a gente poderia desenvolver páginas para o Internet Explorer podendo usar códigos válidos, por exemplo.

Mesmo que a Microsoft crie um excelente sistema sem falhas de segurança, o Windows NUNCA vai ser melhor que um sistema livre, porque o software livre sempre terá qualidade igual ou superior e será livre. Vejam o número de programadores do mundo inteiro desenvolvendo o SL... É muita gente ajudando e corringindo bugs. O desenvolvimento de software livre sempre vai ser mais rápido e com isso vai estar a frente. =)

Falou!
 
Acho interessante os dois pesos e duas medidas que o Dvorak e surpreendentemente Falcon_Dark e companheiros usam... Quando se fala de um sistema mais seguro, impenetravel, etc, e se crucifica o Windows e nao se da bola para o que IBM, HP e muitos outros estao fazendo (promovendo o Linux e open source pra faturar alto com servicos BEM CAROS), cai-se na mesma critica vazia e inutil que criou no Brasil a 'Republica da Lingua presa (ou lingua 'Plesa')' e do mensalao. Criar um sistema operacional impenetravel é mais ou menos como pensar na terra do nunca (de peter pan, nao de michael jackson) ou NUTOPIA como sugerido uma vez por Lennon. Aos defensores do Linux, me desculpem.. Como disse a Harvard Business review, o Linux é aquele garoto que voce nao se importa que lave seu carro, mas sair com sua filha nem pensar... O preco da liberdade é a vigilancia constante. O preco da seguranca é o equilibrio entre custos, riscos e beneficios. Sera que um sistema operacional mais seguro impediria a postura vergonhosa da Cisco ante o escandalo Black Hat / ISS? Sera que um sistema operacional mais seguro seguraria a criatividade dos criadores de virus, worms e demais? Mesmo com o OS mais seguro do mundo, ainda temos o desafio do inesperado, cultura pifia de patch management, etc.

Aos defensores do FireFox, o que dizer sobre tantas vulnerabilidades bobas que 'quebram' as pernas desse browser? AOs defensores de Solaris, lembrem-se de bugs vergonhosos como aquele explorado pelo famoso 'lemon25' na epoca do Solaris 2.6. Aos que estao recem saidos das fraldas, leiam 'The Cucko's Egg' que relata uma historia real bem cabeluda muito antes da era do Windows, 100% no mundo VAX/VMS e afins... Seguranca é um processo, nao um destino. Fechar os olhos e culpar a Microsoft pelo fato de estar presente em todas as casas e empresas é mais ou menos como querer proibir as armas legais (os 'tres oitao' em sua maioria) num pais onde somos assaltados e ameacados por AR 15s, UZIs e lanca foguetes, daqueles que certamente nao se compra numa loja de shopping... Ou seja, estamos nos desviando das verdadeiras razoes e nos levando por opinioes vazias, sem fundamento e certamente por interesses obscuros. Quanto ao 'Seo' Amadeu, que tenha ido com as pulgas passear com o padrinho Bob Jefferson....
 
Saudações.

Não estou certo de ter entendido o que você quis dizer com "dois pesos e duas medidas", então não sei se o que vou dizer agora contribui para um diálogo, mas vou tentar.

Primeiro, minhas críticas ao Windows não devem-se à ele ser o líder de mercado, e nem tão pouco culpo a Microsoft por ser a lider de mercado de sistemas operacionais desktop. A Microsoft é lider de mercado por sua competência, ponto. Mas não pela competência de seu departamento de engenharia, mas pela competência de seu departamento de marketing. Como produtora de software a MS é uma grande agência de propaganda, nada mais que isso. A culpa do Windows ser líder de mercado é do usuário, pois ele é quem escolhe que programa rodar em seu PC. Se os usuários (em sua maioria) preferem Windows, por mim tudo bem. Continuarei exercendo meu direito de criticá-lo, como plataforma e como programa porque muitos sistemas operacionais que conheci eram mais seguros, estáveis e rápidos que o Windows. Cito, OS/2 (que era tão bom que a Microsoft usou-o como base para substituir seu próprio sistema operacional, e chamou-o de Windows NT), Apple MacOSX, FreeBSD, BeOS, UNIX e Linux. Todos esses sistemas apresentam características melhores, enquanto plataforma e enquanto sistema operacional. Apenas eles nunca tiveram um departamento de marketing tão competente à seu dispor, como a Microsoft teve. Então, se como você diz, a segurança é um processo e não um destino todos esses sistemas estão (ou estiveram pois alguns já morreram) levando esse processo mais à sério, pois tem seus desenvolvedores à mais tempo preocupados em deixar esses sistemas menos frágeis (o que não significa perfeitos, pois não há nada perfeito).

Segundo: prefiro milhões de vezes a IBM fazendo rios de dinheiro com software livre enquanto faz-se de caridosa ao desenvolver o kernel Linux do que a Microsoft integrando novidades em seu Windows. Simplesmente porque para beneficiar-me do que a IBM faz pelo Linux gasto apenas com minha banda larga. Não há ninguém pressionando-me para comprar um sistema operacional que custa 60% do meu hardware. Tudo que a Microsoft fizer de bom, fará pra ela e me cobrará caro. O que a IBM fizer de bom pelo Linux vai estar me dando de graça. Então não me preocupo muito com quanto dinheiro a IBM está fazendo com o Linux, porque eu também estou ganhando algo com isso.

Quanto ao Firefox, não aconteceu com ele nada de novo, nada que não aconteça com o Internet Explorer. Qualquer um que desenvolva software sabe que não existe software isento de bugs. A questão é como esses bugs são resolvidos, em quanto tempo e com que qualidade. Não vou entrar no mérito, porque assim como no assunto Linux x Windows, cada pesquisa vai apontar pra um lado, depende de quem pagou a conta. O único teste que não falha é o meu, porque sou eu quem faço aqui em meu equipamento e em condições reais de uso. Eu prefiro o Firefox, simplesmente porque ele é bem mais seguro que o IE. Eu sei disso por causa dos testes que eu fiz aqui, cujos resultados nunca foram publicados. Quem sente-se mais seguro com o IE deve usar o IE, acabou.

Sistemas operacionais mais seguros não impediriam a criatividade dos crackes, ou a vontade dos hackers, ou o desejo dos script kidies, nem nada disso. Sem misturar informática com política ou com desarmamento digo apenas uma coisa: bons hackers tem bons anos de UNIX em sua experiência de vida. Não que não possam haver bons hackers que tenham crescido e apenas usado Windows. Mas o UNIX (mesmo sendo um sistema muito mais preocupado com a segurança do que o Windows) é a grande faculdade da maioria dos bons hackes. Por que? Porque o UNIX, mesmo sendo um dos mais antigos padrões de sistema em uso hoje (se não o mais antigo, não sei), é um convite ao descobrimento, porque foi feito pra ser assim, nasceu e cresceu dentro de um laboratório de pesquisas, gerado e pensado por pessoas que adoravam pesquisar e cientifizar tudo. É sua natureza ser assim. É muito mais fácil e intuítivo aprender informática com um UNIX, pq ele exige que vc aprenda tudo pra poder fazer as coisas. Você pega-se editando arquivos de configuração de servidores pra poder compartilhar arquivos em uma rede doméstica, não porque era preciso (pois há um assistente gráfico) mas porque o nível de conhecimento que vc já desenvolveu exigia que vc fosse mais cuidadoso com aquilo. Então se muitos bons hackers criaram-se no UNIX sim, um sistema mais seguro instiga a criatividade e faz os hackers desenvolverem técnicas mais refinadas. Mas isso não é, em minha opinião, desculpa para fazer um sistema operacional que parece um queijo suíço. O Windows melhorou muito nos últimos tempos, mas isso não significa que não precise melhorar mais. O Windows ainda é inseguro se comparado à outros sistemas, mas dizer isso não basta. Então esqueçam os outros sistemas e perguntem para um usuário de windows o que ele acha. Qualquer um que esteja atento, mesmo sem nunca ter olhado para um *nix na vida, irá dizer que acha o Windows inseguro. Isso é tão cristalino que até o mercado leigo já tem como consenso, não adianta tapar o sol com a peneira.

O objetivo do artigo era chegar nesse ponto. Não posso apontar um sistema que seja um exemplo de fortaleza impenetrável, porque isso não existe. Mas o Linux é mais seguro que o Windows, não discutam isso comigo, discutam com o mundo. Então a tendência é pensar que a Microsoft é incompetente, pois seus sistemas tem a tradição de serem tão seguros e estáveis quanto uma jangada. Concordo que provavelmente o departamento de eng. de software da MS seja incompetente, se comparado qualitativamente à comunidade de software livre. Mas o marketing deles é muito bom, tão bom que poderia encontrar vantagens à explorar mesmo em uma grande falha de sua própria empresa. Então porque não fazer algum dinheiro vendendo a segurança que nossos sistemas não tem? É uma boa idéia, sem dúvida. Tornar o Windows mais seguro poderia interessar a muitos, mas cada vez me convenço que a menos interessada nisso é a prórpia MS. Pois com seu pseudo-monopólio não adianta os clientes ficarem insatisfeitos, eles continuarão usando Windows. Assim a MS não precisa se preocupar, é só não fazer nada. Windows seguro melhora a imagem do produto, mas isso significa o que para quem tem 90% do mercado? Nada! Windows inseguro significa que todo mundo é dependente do patch da segunda terça de cada mês, significa que seus clientes dependem de você. Que mais uma empresa iria querer?

Minha opinião é tendenciosa? Talvez. Mas é firmada em boas bases, pois usei cada versão do Windows que a MS já lançou. E usei seus concorrentes também. E em outros tempos eu estava com o OS/2 e não abria, hoje uso Linux. Mas os resultados desses testes eu também não publiquei em lugar nenhum.

Pra encerrar mantenho firme a posição. Quem quiser usar Windows, fique à vontade, não tenho nada contra. Amanhã levarei o Kurumin para um amigo meu fazer backup de seu HD, pois o Windows não está iniciando e ele precisa fazer o backup de tudo antes de formatar.
 
Quero um Mac!
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?