Follow falcon_dark on Twitter
Google

quarta-feira, março 16, 2005

Convite para continuar o Conectiva

Como muitos já devem saber a Mandrake Software comprou a Conectiva e os direitos sobre o nome, a marca e a distribuição. O Conectiva Linux era então a maior distribuição de GNU/Linux desenvolvida na América do Sul e mesmo não sendo mais a Conectiva S.A. uma empresa brasileira bem antes da Mandrake adquirí-la o desenvolvimento do sistema ainda era feito no Brasil, em Curitiba-PR e Manaus-AM.

Agora parece que o desenvolvimento desses sistemas (Mandrake e Conectiva) será conjunto e administrado pelos franceses da Mandrake. Mesmo com excelentes distribuições brasileiras ainda (muito) ativas, como o Kurumin, ficou nítido que falta uma distro "mainstream" no Brasil. No post anterior falei sobre como o governo francês estava ajudando a Mandrake e como seria benéfico para o Brasil continuar a possuir uma grande distro, respeitada mundialmente, participante e desenvolvedora como a Conectiva sempre foi. Dentre as grandes contribuições da Conectiva para o mundo do GNU/Linux estão várias aplicações de gerenciamento de pacotes que provam que o Brasil possui talento e potencial para desenvolver uma distribuição grande, forte e reconhecida no mundo.

Cientes desse potencial usuários de várias distros de GNU/Linux frequentadores do Fórum Guia do Hardware começaram uma discussão sobre o que poderíamos fazer, enquanto comunidade, para incentivar o desenvolvimento de uma distro com essas características, nacional, para assumir o posto deixado pelo Conectiva Linux. Dessa discussão nasceu a idéia de criar um fork do CL 10 (versão atual) e continuar seu desenvolvimento em forma de comunidade, como no Projeto Debian.

Entre os objetivos finais estariam manter uma distribuição desenvolvida em solo brasileiro entre as mais respeitadas e usadas do mundo. Mas é claro que para atingir objetivos em escala global como esse precisamos de muita ajuda. E como a discussão apenas começou é o momento ideal para que todos os usuários de software livre da américa latina reunam-se agora e ajudem a definir as diretrizes do projeto, seu nome, mecanismos de funcionamento e, claro, manter a distribuição.

Estamos discutindo muito no tópico do ForumGDH mas estamos negociando a criação de um forum próprio onde iniciaremos o desenvolvimento do projeto. Se você tiver interesse de participar da comunidade do projeto que irá desenvolver uma nova distribuição brasileira a partir do código do Conectiva Linux 10 por favor envie um e-mail com seu nome, e-mail para contato, e como deseja contribuir para: luiz[ponto]fabio[arroba]gmail[ponto]com (onde [ponto] é . e [arroba] é @ para evitar caçadores de e-mail de spamners). Eu sou responsável por organizar uma lista de todos os colaboradores e irei publicá-la em meu site pessoal e derei mais detalhes neste blog e no post original do ForumGDH.

Entre no site do Projeto Debian e entenda como funciona o modelo que estamos implementando e participe das discussões iniciais cadastrando-se no FórumGDH e seguindo ao tópico onde discutimos os primeiros passos do projeto.

Com uma comunidade unida podemos construir uma distro focada na comunidade, desenvolvida por brasileiros.

Follow falcon_dark on Twitter
Google
Comments:
apoio totalmente a ideia!
 
Gosto da filosofia Debian mais só totalmente contra tietagem. Acho que todas as grandes Distros tem suas peculiaridades importantes. O Conectiva Linux tem uma identidade mais sólida com o hardware e as necessidades do usuário brasileiro.
Por isto, desde a versão 4.1 nunca deixei de ter e usar massivamente este sistema. Participo do PSL-BA e tenho o maior interesse em colaborar no que for possível, individualmente, é claro.
Não sou desenvolvedor maias posso ajudar com traduções, testes de betas...
Vamos a isto!
 
Estou meito feliz por esta iniciativa e gostaria de participar de forma ATIVA no Desenvolvimento, pois nós Brasileiro temos todas a forças para UNIDOS tocarmos este projeto para frente e desenvlver um grande FORK do CL , também admiro muito o Debian em ue usei por um tempo atualmente só uso Slackware e faço parte de um projeto chamado Pernambuco Linux.
 
acho péssimo ir para a linha debian, o conectiva era baseado em redhat+debian e continuar com rpm é melhor do que ir para .deb. Ademais o kurumin já segue a linha debian, para que outro? Lembro que .rpm é o que mais acha por ali.
Acho ótimo continuar o conectiva via fork da versão 10.
Acompanhei a Conectiva desde a inicio, na época que via email, fax ou telefone reportavamos os problemas, as vezes até as soluções/bypass feitos e sempre eramos atendidos com a maior cortesia. Depois, o comércio passou a valer mais e para sermos atendidos precissavamos de nota fiscal, número do produto etc. na época fui muito criticado porque achei que isso era o princípio do fim da Conectiva. O tempo me deu razão. Por isso apenas espero que seja realmente uma comunidade e não interesses econômicos.
 
Por seguir os preceitos do projeto Debian deve-se entender que o modelo de desenvolvimento do grupo será como o do Debian. Manteremos o sistema fiel às origens, como a Conectiva vinha fazendo. Continuaremos com o rpm, o MI para instalação. É um trabalho de continuidade, não uma guinada para outra direção
 
foda-se distros br., viva slackware! ;)
 
Apoiado companheiro, venho sequindo o conectiva ha muito tempo e estou interesado em contribuir no que precisar, traducoes, ideias, www o que precisar estou dentro meu email jamylguimaraes[at]gmail[ponto]com
me contate te mais
 
Acompanho a Conectiva desde suas primeiras versões e apóio totalmente a sua iniciativa. Gostaria de participar no que for possível. Contato: renato_marinho@yahoo.com.
Valeu!
 
Porquê não ajudamo-nos mutuamente ?
http://www.livelinux.com.br
A idéia é como esta, estamos desenvolvendo ferramentas para esta distro (EnigmaWM, PainelX, Instalador Java, Temas de ícones próprios) nesta nova distro. Se quiserem participar, podem entrar em nosso fórum.
Como usuário da Conectiva de anos atrás, fico feliz em ver que a admiração á esta distro é grande, e queria perguntar, Falcon_Dark, se quer participar conosco de um projeto que já está em adiantado processo de concretização, com fórum, e contar com sua colaboração para crescermos.
Agradeço pela sua honrosa iniciativa.
Neno Molina
 
Boa iniciativa, ainda que seja só em teoria por enquanto. Como toda e qualquer idéia, ainda podemos ajustar e trabalharmos para manter uma distro CL, será um grande trabalho, mas a Conectiva tem muitos adeptos espalhados pelo país assim como eu, e sou voluntário em sua iniciativa Falcon_Dark!
Desde já parabéns.
 
Gente,

a intenção é boa e é dessa vontade que precisamos, mas já temos muitas distros. Criar mais uma será apenas dividir esforços que poderiam juntos levar o SL muito mais longe. Não digo que é invalido criar distros hoje, mas só devemos seguir esse caminho quando tivermos massa critica suficiente em uma necessidade que realmente exija uma modificação profunda de outra distro (ou criação do "nada").

Vamos manter a conectiva só para ter uma distro base brasileira? Isso é realmente tão importante? Não é melhor estar unido ao esforço mundial? Seriam mutas mãos a mais trabalhando juntas. Existem ótimas iniciativas distitintas a serem mantidas no Brasil. Vamos escolher uma e meter a mão e não nos dividir.

Distros...
Existem criticas a manutenibilidade de uma instalação do Kurumin, mas é ótimo para mostrar e pra nos salvar de um outro SO em serviços fora.
Quem gosta do modelo RedHat pode se envolver com o Fedora que tem grupo ativo no brasil.
O grupo Debian Brasil mantém o Debian-BR-CDD que está tirando do forno a versão 1.0pre5, mas como qq projeto de SL no Brasil, precisa de mais testers que reportem bugs e seria legal se escrevessem paths também.

Se for "criada" mais uma distro de peso no Brasil de onde virá a mão de obra? Alguém poderia dizer... A mais o cara que desenha pro Kurumin tb desenha pro Debian-BR-CDD. Sim, mas ele não é dois. Se ele tiver 2 horas por dia pra desenhar, não serão 2 horas pra os dois projetos. Isso é economia fora do sentido monetarista. Existe a liberdade de se fazer essa "nova" distro, mas temos que avaliar bem o que isso significa

Software Livre é colaboração. É natural termos o impeto de querer criar um novo Navegador pq temos vontade de fazer um, mas do que valeria isso? Não é socialmente melhor investir no Mozilla? Claro que pode ocorrer de ser inviável implementar certa idéia porque conflita com os conceitos básicos do projeto, aí então cria-se um fork e as idéas já não concorrem mais... elas se completam, contemplanto grupos de necessidades realmente distintas.

Vamos colaborar, concorrência é o que o software proprietário faz. Vamos mostrar o que a humanidade unida pode fazer. Vamos provar que a energia criadora precisa é de liberdade e espaço e não é foraçada por "estimulo" da concorrência. Não vamos perder tempo com o que já foi implementado, vamos melhorar e nos importar com as eternas novas necessidades.

Foi mal o texto longo... Eu e alguns integrantesa do PSL-BA temos conversado sobre isso faz um bom tempo e... é isso aí.

Abraços!
 
Concordo com muito do que foi exposto, mas levanto a seguinte questão. Se adotássemos o Mandrake Linux no projeto do PC Conectado, ou se o governo começasse a comprar software da Mandrake para equipar seus equipamentos, apenas para efeito de exercício mental. Seria melhor mandar nosso dinheiro para a França em lugar de mandá-lo para os Estados Unidos.

O Fedora é desenvolvido em comunidade, mas não se esqueça de que a Red Hat tira proveito comercial desse desenvolvimento. A Debian é ainda quem mantém as coisas mais neutras nesse sentido. Mas ainda acredito que ter uma distribuição de peso desenvolvida no todo por brasileiros seja melhor que ter a regionalização de uma distribuição estrangeira feita por brasileiros. O peso que isso tem de verdade é uma questão de opinião, mas na minha visão é muito importante.
 
Acredito que o trabalho com o synaptic reflete o perfil de "Conectividade" que devemos seguir e procurar avançar nas adaptações que visem compatibilidade e usabilidade. Basear-se no 10 Live enriquecendo-o com um instalador simples como o knx-hdinstall (vide kurumin) parece interessante e trabalhá-lo com melhor interface com padrões de layout kommander, atualizando e empacotando os recursos e aplicativos mais novos e consagrados parece excelente para o mundo, do mesmo modo teremos o nosso "kurumin rpm" servindo a muitos e fazendo sucesso. Do mesmo modo julgo que devemos incrementar as ferramentas colaborattivas dando chances objetivas a todos os interessados em participar, començando pela disposição dos fontes do 10 live para todos os interessados. saberlivre arroba gmail ponto com
 
Acredito que o trabalho com o synaptic reflete o perfil de "Conectividade" que devemos seguir e procurar avançar nas adaptações que visem compatibilidade e usabilidade. Basear-se no 10 Live enriquecendo-o com um instalador simples como o knx-hdinstall (vide kurumin) parece interessante e trabalhá-lo com melhor interface com padrões de layout kommander, atualizando e empacotando os recursos e aplicativos mais novos e consagrados parece excelente para o mundo, do mesmo modo teremos o nosso "kurumin rpm" servindo a muitos e fazendo sucesso. Do mesmo modo julgo que devemos incrementar as ferramentas colaborattivas dando chances objetivas a todos os interessados em participar, començando pela disposição dos fontes do 10 live para todos os interessados. saberlivre arroba gmail ponto com
 
Peço desculpas a todos pela dupla postagem e lembro que cometer duas vezes os mesmos erros nunca será perdoado. Observem que a velocidade de avanço do Kurumin sobre o Conectiva foi diretamente relacionada à facilidade de uso, objetividade operacional, versatilidade conceitual, distribuição de conhecimento básico. Fundir usuários de vários níveis e desenvolvedores não é coisa de Dr. Frankstein em tempos de genoma e células tronco. Vamos continuar mas vamos ousar. Muito... O legado Conectiva pode render excelentes frutos de união multidistro e interconectividade. Pegar o melhor de outras distros e adaptar para esta nossa super distro brazuca me parece a tarefa mais emocionante, assim, vamos tratar de "atualizar" os últimos Conectivas como o 10 live com as ferramentas e aplicações mais simples e úteis que o bom senso de toda comunidade de usuários e desenvolvedores desejar. Porque deixar de fora um kopete, amsn ou k3b ? Aceitar as críticas de usuários de outras como Slackware parece sadio como referência e direcionamento. Aceitar o choro pela falta de uma ferramenta gráfica como DrakConf também é muito sadio. Se os franceses nos derem espaço também julgo bacana e prudente estabelecer um bom diálogo e política de boa vizinhança para termos apoio deles e da comunidade em torno deles em nosso projeto e podermos obter mais força na assimilação de ferramentas deles como o DrakConf melhoradas por exemplo com os recursos do instalador da Conectiva, quanto a RAID e LVM e etc, maior inteligência na seleção de pacotes. As distros se complementavam em diversos quesitos. Agora temos duas belas novas oportunidades. Creio que seja importante desenvolver tudo pensando também em repassar nossas conquistas para o Kurumin e as demais como nossos amigos do Gobbo, Livelinux, Techlinux, Definity, Freedows, galera do GUS, etc, numa saudável troca de figurinhas permanente com quem se manifestar neste mesmo sentido. Particularmente acho que esta iniciativa é fruto de mentes bastante lúcidas. O Falcão, como Hórus, está vendo as coisas de cima. Parabéns pelo senso comunitário e febre de evolução rapaz. A tônica deve ser avanço. Analisemos as vantagens do Solaris, BeOS, do uso do Loooking Glass, e vamos facilitar as coisas com Apache, PHP5 e MySql para favorecer os testes e relatórios dos usuários colaboradores.
saberlivre aroba yahoo ponto com ponto br
saberlivre arroba gmail ponto com
 
é esse o espírito! queremos que o Xavante GNU/Linux seja marcado pela inovação, como o Conectiva sempre foi.

Hoje já temos 56 colaboradores, isso é 1/3 do pessoal que a Conectiva tinha para fazer sua distro. Então não há nenhuma impossibilidade no caminho. Estamos unindo forças e começando uma caminhada. Ninguém está iludido achando que será fácil, muito pelo contrário.

Nós catalogamos todos os pacotes e licenças dos 3 CDs do conectiva 10. Agora estamos iniciando um esforço para traduzir para o português e implementar no projeto o LSB no tocante ao sistema de arquivos e diretórios e aos pacotes RPM. O que o Conectiva ainda não tiver de compatível nessas áreas será feito. Na pior das hipóteses teremos contribuido com o software livre traduzindo partes do LSB.
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?