Follow falcon_dark on Twitter
Google

quarta-feira, agosto 10, 2005

Dick Vigarista contra ataca!

Parece tática da Corrida Maluca: se não pode vencê-lo... jogue óleo na pista!

Prólogo
Parece piada mas é sério. Imagine-se como sendo uma empresa de software que tem o sistema operacional lider de mercado (na verdade praticamente o único no mercado por algum tempo) e que você tenha desenvolvido uma API de gráficos 3D para que jogos e programas gráficos rodem melhor em seu sistema.

Então imagine que existe um concorrente ao seu sistema, livre, grátis e de desenvolvimento aberto que em matéria de servidores transforma seu SO em uma piada de mau gosto. Depois de um tempo surge um consórcio que cria uma API 3d concorrente à sua, também aberta e livre. Então depois de um tempo essa API livre prova-se melhor que a sua em diversas situações. E os fabricantes de hardware de vídeo começam a pensar seriamente em fazer drivers 3d competentes para esta outra API 3d e para aquele outro sistema, justamente quando todos os seus clientes começam a se perguntar porque não testar essa outra solução já que ela custa tão pouco e todo mundo fala tão bem dela...

Isso tiraria seu sono? E se durante uma reunião, onde você perguntasse para seus gerentes o que fazer para impedir o avanço da concorrência já que todas as outras táticas parecem falhar? E se um deles respondesse "Vamos trabalhar para melhorar nossos produtos!" e outro dissesse "Vamos sacanear os produtos deles!"... qual você ouviria com mais atenção?

Ato 1

Sem ninguém para processar Dick Vigarista ordenou que Muttley e sua turma criassem uma campanha mentirosa sobre o GNU/Linux e para ganhar confiança do público e da mídia em geral (expressamente proibida por seu código de ética de publicar inverdades desonestas) chamou-a de Get the Facts (Veja os fatos). Mas isso logo deixou de surtir o efeito esperado quando o mercado percebeu que os resultados apresentados pelas campanhas eram um pouco diferentes dos obtidos na prática, digamos que eram um pouco tendenciosos.

Ato 2
No mercado de video-games sua maior rival, a Sony anuncia um console equipado com Linux que irá abrir as portas para que jogos de qualidade superior cheguem à plataforma rival.

Ato 3
Você então acaba com o suporte à API 3d concorrente, o OpenGL, em sua plataforma (ainda dominante no mercado SOHO) para obrigar aos fabricantes de hardware e desenvolvedores de aplicações e jogos a:
a) escolher entre uma plataforma ou outra; ou
b) arcarem com os custos de desenvolvimento dos mesmos produtos para dois sistemas distintos.

Clímax:
É isso mesmo. Dick Vigarista, Muttley e sua turma irão dar um golpe mortal no suporte à OpenGL na plataforma do Windows com a versão Vista. É o que está sendo comentado no forum de desenvolvimento do OpenGL (em inglês) depois que a Microsoft anunciou que na próxima versão do sistema da janelinha o OpenGL não será um sistema gráfico independente, mas rodará sobre DirectX.

É a velha tática da Microsoft de, para impedir um concorrente de crescer, sacanear seu produto. Ela já fez isso com o Java, quando adulterou as especificações da máquina virtual do Windows na esperança de que os desenvolvedores escrevessem especificamente para aquela plataforma e publicassem código incompatível com outras máquinas. Faz isso com todos os formatos de arquivos de programas concorrentes. E agora irá fazer isso com o OpenGL.

O OpenGL é uma API de desenvolvimento 3D livre e aberta que serve para que programas que precisem de uso extensivo de gráficos possam aproveitar-se dos recursos dos hardwares mais novos. A Microsoft irá escrever o OpenGL de seu sistema de uma forma que ele não controle diretamente as placas de vídeo, som etc. Todo código OpenGL no Windows irá ser traduzido para instruções DirectX antes de ser executado.

O que era assim:
Programa ou jogo -> OpenGL -> Windows -> Hardware
Ficará assim:
Programa ou jogo -> OpenGL -> DirectX -> Windows -> Hardware

O resultado é que o desempenho de aplicações escritas com OpenGL tenham uma queda de rendimento de até 50% (segundo estimado no forum do OpenGL). Desse modo as aplicações escritas em OpenGL perderão competitividade para as escritas em DirectX. Como o DirectX é fechado e proprietário e não pode ser levado para outras plataformas os desenvolvedores de jogos e softwares multi-plataforma deverão escrever versões DirectX dos seus programas (para rodar em Windows e talvez XBox360) e versões OpenGL para o resto do mundo. O mesmo ocorrerá com os fabricantes de hardware, que deverão otimizar seus produtos para ambas APIs.

Mas parece que a real intenção da Microsoft é tornar isso inviável para os desenvolvedores. Como o Windows ainda está presente em cerca de 95% das máquinas domésticas (aquelas que rodam jogos), Dick Vigarista espera que os desenvolvedores sintam-se desestimulados em investir para desenvolver para OpenGL e acabem abandonando a plataforma em prol do DirectX.

Como o XBox360 chegará ao mercado ainda esse ano, e o PS3 é esperado só para ano que vem, a Microsoft pode propor aos desenvolvedores de jogos que ainda não tenham assinado contratos exclusivos com a Sony que desenvolvam apenas para DirectX, lançando produtos para XBox e Windows sem pagar taxas extras por isso. Se as vendas de XBox360 forem grandes o bastante (como devem ser) e ao chegar o PS3 não consiga reverter o quadro a coisa pode ficar bem ruim para o OpenGL e o GNU/Linux.

Desfecho:
A Microsoft prepara um golpe duplo, com a mesma jogada atingirá o PS3 e o Linux, se conseguir que a API OpenGL perca força. Afetará os desenvolvedores que criam jogos para PS3 e impedirá a chegada de jogos classe A ao GNU/Linux. Parece que a Microsoft também acha que com bons jogos a penetração do GNU/Linux no mercado doméstico é uma grande possibilidade. A nós agora resta torcer para que Dick Vigarista e Muttley se enrrosquem de novo e não consigam atingir esse objetivo. E talvez escrever para as empresas de jogos pedindo que se posicionem em favor de padrões livres e abertos. Precisaremos de sorte...

Follow falcon_dark on Twitter
Google
Comments:
Eita Dick!
Eu já havia o mencionado em um artigo antigo meu:
"O jogo sujo anula qualquer tentativa boa intencionada de uma boa vizinhança e convivência pacífica, tanto nesse nosso ambiente como em qualquer outro. Tentem lembrar daqueles desenhos animados onde havia uma corrida e o Dick Vigarista furava o pneu do outro carro ou jogava todo mundo num abismo para chegar na frente."
E parece que mesmo passando anos a coisa nunca muda, ou seja, o Dick é o mesmo e ainda tem gente que acredita que ele possa ser bonzinho um dia. ;-)
Raios duplos, raios triplos! :-)
 
Hahahaha, eu não tinha conhecimento de que você já havia feito essa
analogia... mas parece que ele é o Dick Vigarista mesmo... mas o
Muttley dele não é tão atrapalhado quando no desenho animado....

Hahaha

Grande abraço.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 
Que grande maketeiro é o Sr. Dick Vigarista mesmo.

Achei bem interessante o assunto, até faço a sugestão para que alguem pesquise sobre "alternativas" ao directx para outros Sistemas Operacionais. Lembro de ter lido algo a respeito do Cedega (Wine) seguir está linha, mas creio ser ilegal e não sei a quantas anda o projeto.

Abraços...
 
puta sacanagem isso ae. quanto mais leio essas coisas mais tenho vontade de divulgar sistemas como o linux ou macos
 
Este artigo é fenomenal, enviei para alguns contatos (uma centena deles), publiquei no meu blog (vivaotux) neste link acesse aqui
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?