Follow falcon_dark on Twitter
Google

sexta-feira, agosto 26, 2011

Vinte anos de Linux

No último dia 25 de Agosto o Linux completou 20 aninhos. Existe um artigo no Ars Technica muito bem escrito e interessante sobre a história, a motivação e o resultado dessa trajetória que eu recomendo a você. Se você não conseguir ler em inglês ou estiver com preguiça o vídeo abaixo conta a história de forma lúdica e bem-humorada e tem legendas se você ativar o botão CC.



Aqui eu quero falar de outra coisa. Quando o Linux nasceu, em 1991, o Windows estava em sua versão 3.0 e era (pasmem) muito pior do que é hoje (sim, é possível). E ainda que desde então o Linux não tenha incomodado muito o Windows em termos de dominância de mercado é inegável que o Linux ajudou a moldar o sistema que o Windows é hoje. Para comprovar isso basta revisar a evolução da preocupação com segurança dos engenheiros da Microsoft. O Windows 7 possui uma preocupação com a segurança e com a separação dos usuários que existe, provavelmente, para concorrer com o Linux no mercado corporativo.

A instalação do Windows também passou a ser mais modular e flexível para proporcionar aos administradores de redes instalar o sistema em lotes de máquinas com menos esforço. São pequenas coisas que talvez não estivessem no Windows se outro sistema não as oferecesse. Não estou acusando a MS de plágio, cópia nem nada disso. São inovações que tem deixado o Windows melhor para quem precisa, ou gosta, dele. São os efeitos positivos da concorrência.

Mas o Linux também ajudou a dar outras formas para outras paisagens. Ele carrega uma parcela de culpa por perdermos duas das mais inovadoras empresas da história da TI: Sun e Silicon Graphics. Ambas não souberam competir com máquinas baratas baseadas em Intel x86 rodando um clone livre (e gratuíto) de UNIX. Não faliram por culpa do Linux, mas perderam grande parte de sua receita por não conseguir inovar a tempo. Essa perda de receita pode ter sido o começo do fim.

O mercado de Unix também foi bastante afetado pelo surgimento e posterior evolução do Linux e nomes tradicionais do segmento como HP e IBM também sentiram o peso de brigar contra um sistema tão inovador no conceito e na disponibilidade. A IBM se rendeu e mesmo tendo mantido o AIX em linha aprendeu a integrar o Linux em boa parte de sua gama de ofertas. A HP foi mais resistente e não se destacou muito mais do que já tinha conseguido fazer desde o final da década de 1990.

Mas pessoalmente eu considero o Linux um dos grandes responsáveis pelo boom da TI nos anos 2000. Junto com o Apache httpd e com o MySQL o Linux deu à milhares de jovens empreendedores e suas startups ferramentas que, se licenciadas de vendedores tradicionais, custariam dezenas de milhares de dólares. Muitos dos melhores negócios da era da internet jamais teriam acontecido se seus idealizadores tivessem que pagar por licenças de Windows, IIS e Oracle. O Linux foi o primeiro sistema operacional de servidores que você poderia usar para começar seu negócio sem ter que empenhar a casa para licenciar.

Esse aspecto é fantástico porque coloca o Linux em uma galeria de ferramentas de valor amplamente disponíveis onde só estávamos acostumados a ver coisas imateriais. Você acharia absurdo ter de pagar uma licença para poder usar matemática financeira para escrever um Business Plan. Em nosso conceito a matemática é uma ferramenta que deve ser disponibilizada de graça a todos que precisam. Mas um software não. O engraçado é que para desenvolver a matemática milhares de gênios também trabalharam muito tempo para parece absurdo remunerar algum deles (ou seus acionistas) por sua valorosa contribuição.



O mundo de TI, com seu egoísmo e egocentrismo, tornava absurda a idéia de dar de graça algo tão poderoso como um sistema operacional Unix. E calma, eu sei que o BSD já existia desde 1977, mas ele tinha parte importante do código fechado de forma proprietária e é apenas a partir de 1991 que ele passa por iniciativas de abertura. Até hoje o Linux é mais popular que os sabores de BSD quando pensamos em software livre e pode-se dizer (em minha opinião) que boa parte da evolução do BSD também foi moldada pelo Linux. A partir da popularização do Linux nos meios acadêmicos e no mercado Unix é que fica barato iniciar uma empresa de tecnologia, pois o investimento em licenças de software fica muito baixo.

Se uma licença de AutoCad pode custar US$2.500 um sistema operacional de servidores custaria uns US$10.000. Se assim fosse quantos dos serviços que você usa hoje na web seriam viáveis. Lembre que só é possível dar espaço de graça a um blog como este aqui porque a pilha de software que roda para manter isso funcionando tem custo insignificante.

Até mesmo o mundo Mac sofreu influencias do Linux. Ao apresentar a primeira versão do Mac OS X Server em 2000 Steve Jobs fez questão de ressaltar a semelhança do kernel Darwin com o Linux em termos de características. Steve ressaltou também que era Open Source, pois naquele momento parecia que para um novo sistema dar certo ele teria que ser aberto como o Linux era. E ainda que nesse ponto a Apple tenha voltado atrás e fechado tudo é inegável que o Linux moldou parte dos conceitos que serviram como guias para o Mac OS X. A comparação com o Linux está perto dos 3 minutos do video abaixo.


Mas ainda há um mundo que foi alterado pelo Linux mais do que o PC. O mundo dos dispositivos móveis. Hoje um sistema baseado em Linux é o lider de vendas (ao menos  nos EUA onde dados são publicados, mas acho que os dados dos EUA se repetem no resto do mundo neste mercado específico) no segmento dos smartphones. Em 1991 ninguém adivinharia que o sistema criado para operar servidores e workstations de programadores iria achar seu grande sucesso em pequenos computadores operados por baterias com minúsculas CPUs de baixo poder de processamento.

Os dispositivos aplicados também encontraram no Linux uma grande força e coisas como TVs, roteadores, modems, etc, usam Linux e são muito melhores por isso. Você pode não saber mas seu roteador provavelmente usa Linux e se não usasse ele possivelmente seria mais caro de ser produzido e você teria pago um valor maior nele. E como o Linux passou a ter papel importante na internet, seja operando um modem, seja tocando um cluster de 80mil máquinas para o Google, faz parte da vida de bilhões de pessoas todos os dias, mesmo que elas não saibam ou percebam.

E estes foram apenas os primeiros 20 anos. Parabéns Linux.

Marcadores: ,


Follow falcon_dark on Twitter
Google
Comments:
Artigo muito bom! Parabéns!
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?